Tu a quem escolherias?

Uma mulher regava o jardim da sua casa e viu três idosos com os seus anos de experiência
em frente ao seu jardim.
Ela não os conhecia e disse-lhes: Penso que não vos conheço, mas devem ter fome.
Por favor entrem em minha casa para que comam algo.

Eles perguntaram:

O homem da casa está?
-Não, respondeu ela, não está.

-Então não podemos entrar, disseram eles. Ao entardecer, quando o marido chegou, ela
contou-lhe o sucedido.

Então diz-lhes que já cheguei e convida-os a entrar. A mulher saíu e convidou os homens a
entrar em sua casa.

-Não podemos entrar numa casa os três juntos, explicaram os velhos.
-Porquê?, quis saber ela.

Um dos homens apontou para outro dos seus amigos e explicou: O seu nome é Riqueza.
Depois apontou para o outro. O seu nome é Êxito e eu chamo-me Amor.

Agora vai para dentro e decide com o teu marido qual de nós três desejam convidar para a vossa casa.
A mulher entrou em casa e contou ao seu marido o que eles lhe disseram.
O homem ficou muito feliz: Que bom! Já que é assim então convidemos a Riqueza, que entre e encha a nossa casa.
A sua esposa não estava de acordo: Querido, porque não convidamos o Êxito?

A filha do casal estava a escutar da outra esquina da casa e veio a correr.
Não seria melhor convidar o Amor? O nosso lar ficaria então cheio de amor.

Escutemos o conselho da nossa filha, disse o esposo à sua mulher. Vai lá fora e convida o Amor para que seja nosso hóspede.
A esposa saiu e perguntou-lhes: Qual de vocês é o Amor? Por favor entre e seja nosso convidado.
O Amor sentou-se na sua cadeira e começou a avançar para a casa.
Os outros 2 também se levantaram e seguiram-no.
Surpreendida, a mulher perguntou à Riqueza e ao Êxito: Eu só convidei o Amor, porque vêm vocês também?

Os homens responderam juntos:

-Se tivesses convidado a Riqueza ou o Êxito os outros 2 permaneceriam cá fora, mas já que convidaste o Amor, aonde ele vá, nós vamos com ele.
Onde houver amor, há também riqueza e êxito.

O MEU DESEJO PARA TI É. . .
Onde haja dor, desejo-te Paz e Felicidade.
Onde haja falta de fé em ti mesmo, desejo-te uma confiança renovada na tua capacidade para superá-la.
Onde haja medo, desejo-te amor e valor.